Eis-me aqui, envia-me!

Sempre achei esta frase muito ousada e provocadora. O próprio Isaías fala com o Senhor e prontifica-se a ser o seu mensageiro. Estamos habituados a sermos chamados, mas Isaías parece que toma a dianteira, não tem medo e diz ao Senhor: “Eis-me aqui, envia-me” (Is 6, 8). Este grito mostra-nos Isaías como que a suplicar que o Senhor o envie, que o Senhor o escolha. Prontifica-se para o Senhor, e o Senhor atende a sua voz e envia-o. Torna-o mensageiro da Palavra. Isaías é este exemplo de uma pessoa que quer servir, que quer estar disponível para ser enviado o quanto antes.

Continuar a ler

Noites C-FRIDAY arrancam com o apelo da missão "ad gentes"

c friday 30out2020 1No passado dia 16 de outubro, no nosso Seminário Interdiocesano, tivemos o privilégio de realizar uma tertúlia, organizada pela equipa da cultura e comunicação social, na qual estiveram presentes o padre Vítor Ferro, missionário espiritano, e a Marisa, estudante de medicina que integra um grupo de missionários leigos pertencentes à mesma família religiosa.

Continuar a ler

Exercícios Espirituais para encontrar a vontade de Deus e reaprender a ler devagar a própria vida

EE discipulado set2020O novo ano formativo no seminário Interdiocesano iniciou, como já tem vindo a ser feito, com a forte alavanca do retiro espiritual, pós um interregno comunitário de seis meses derivado às circunstâncias atuais da pandemia. Para tal, dividiu-se a comunidade, para um melhor decorrer do retiro, que deve de ser devidamente interiorizado, para o resto do ano. A primeira etapa, do Discipulado, esteve em Vila Nova de Gaia, enquanto as etapas da Configuração I e II foram exercitar-se espiritualmente na Casa da Torre, em Soutelo.

Continuar a ler

XXIX Domingo do Tempo comum (A)

DEVOLVER AO REMETENTE29 COMUM A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 22,15-21.
- Sublinho e anoto o mais significativo.
Os fariseus pretendem armar uma cilada a Jesus com a espinhosa questão do tributo a César. Em causa, está declarar-se a favor ou contra Roma. Todavia, Jesus não só desmascara as falsas intenções dos seus opositores como dá uma resposta sábia.

Continuar a ler

Dia solene de abertura marcado pelo diálogo entre 4 gerações

abertura do ano 2020 20217No passado dia 1 de outubro, em que a Igreja faz memória de Santa Terezinha do Menino Jesus, realizou-se a abertura solene do Seminário Interdiocesano de São José, em Braga, no ano formativo de 2020-2021, que agora começa, que esperamos ser cumulado de bênção pelo Espírito Santo de Deus. Da parte da manhã, a equipa formadora esteve reunida com o Sr. D. António Luciano, Bispo de Viseu, este ano delegado para assumir o “leme” do nosso seminário. De seguida, ao almoço, o Sr. Bispo pôde saudar os seminaristas que fazem parte da comunidade formativa deste ano.Durante a parte da tarde, as atividades decorreram como de costume, com o tempo de adoração eucarística.

Continuar a ler

XXVIII Domingo do Tempo Comum (A)

CONVITE XXL28 COMUM A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 22,1-14.
- Sublinho e anoto o mais significativo.
Jesus continua a dirigir-se aos líderes do povo através de parábolas. Desta vez é usada a imagem de um banquete onde os convidados declinam sua presença. Em vez de cancelar, o Senhor amplia o convite a todos, a fim de encher a sala do banquete.

Continuar a ler

XXVII Domingo do Tempo Comum (A)

DE PEDRA A FRUTO27 COMUM A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 21, 33-43.
- Sublinho e anoto o mais significativo.
A parábola é dirigida às autoridades religiosas e sociais. Nela, um proprietário esmera-se em cuidados com a sua vinha que arrenda a uns vinhateiros. Estes, comportam-se como donos: recusam dar os frutos devidos e decidem eliminar o legítimo herdeiro.

Continuar a ler