III Domingo do Advento (B)

RELUZIR ALEGRIA3 ADVENTO B

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Jo 1, 6-8.19-28.
- Sublinho e anoto o mais significativo.
A atuação de João Batista interroga. Interpelado sobre a sua identidade, João desfaz dúvidas: não é o messias, nem reconhece outros títulos. Ele é a sua missão: a voz que anuncia Aquele que vem como Salvador.

2. O que me diz Deus
- Que aprendo e sinto com o testemunho de João Batista?
João Batista é figura importante no Advento. Ensina a centrar-me no essencial. Desafia-me a esperar ativamente, dando lugar Àquele que vem. Faz-me perceber que não devo ceder à ilusão tentadora de querer ser quem não sou. O amor à verdade e a humildade dão-lhe segurança para viver plenamente a sua missão: ser testemunha da luz e voz da Palavra. Neste tormentoso 2020, prestes a findar e no 2021 que chega, carregado de incertezas, não terei eu de ser como João? Testemunha de esperança e alegria, porque Deus vem para ficar.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, esperas que, hoje, seja eu a tua voz. Mas sinto-me bem pequeno e inseguro na hora de Te afirmar diante dos outros. Esta missão é maior do que eu. Por outro lado, as solicitações mundanas seduzem-me com falsas imagens de mim mesmo. Diante de Ti, percebo que nem sou o herói dos meus sonhos, nem o acobardado dos meus medos. É em Ti e na relação conTigo que me descubro… e me aceito.
Senhor, ajuda-me a assimilar e viver o que me ensinas pela tua Palavra. De tal modo eu Te experimente que o meu viver quotidiano expresse a tua presença em mim. Desta maneira, os outros possam ver-Te, ouvir-Te, descobrir-Te. Não precisarei de ser outro. Serei aquele que Tu me fazes ser, dando-Te a conhecer. Assim me disponho a viver a tua proximidade. Essa é a minha alegria.

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, com este “domingo da alegria”, sinto-Te cada vez mais próximo de mim. Quero ser eco da esperança contra todas as incertezas deste tempo pandémico. Por isso, a Ti louvo, agradeço e contemplo.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

UM PENSAMENTO
“Meu filho, faz compreender aos homens que o único dever que têm sobre a terra é o da alegria.” (Georges Bernanos)

PROVOCAÇÕES
- Como cristão, posso dizer que conheço Cristo?
- Para além das palavras, minha vida testemunha Cristo?
- Ele influencia, verdadeiramente, a minha vida e opções?
- Cuido da alegria como sinal de Cristo na minha vida?

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça de revelar Deus pelo meu viver.

UMA ORAÇÃO-POEMA

Quem és tu?
Interroga-me cada rosto pedinte
de encontro e humanidade.
Quem sou eu?
Ecoa-me no interior silêncio …
E eu, sonhando-me maior
mas temente de desdizer-me,
nada digo, à espera
de me encontrar… ainda.
Tu, porém, que me achaste
e me chamaste,
quem me fazes ser?
Pois, em Ti, descubro-me outro:
nem gigante, nem apoucado
apenas amado… remido
e reenviado a dizer-me
revelando-Te, Outro.

UMA CANÇÃO
Casting Crowns – Only Jesus