V Domingo da Páscoa (A)

HABITAR DEUS5 PASCOA A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente Jo 14,1-12.
- Sublinho e anoto o mais significativo.

Finda a Última Ceia. Jesus despede-se dos discípulos. Sabe que a sua morte iminente irá transtorná-los. Por isso, suas palavras, escolhidas, pretendem reafirma-los na fé.

2. O que me diz Deus
- Que pensamentos e sentimentos despertam em mim esta passagem?
Junto com o mandamento do amor, a confissão de Jesus, “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”, é central no evangelho de S. João. Constitui a herança deixada a quem O segue. O discípulo deve seguir por Ele, pois não existe melhor Caminho para Deus. Ele é Verdade, por ser manifestação fiel do Pai. E sua prática é compromisso contínuo pela dignidade humana, para que eu tenha Vida plena. Em Jesus, tenho por morada o coração de Deus. Seguindo por Ele e imitando-O, prolongarei suas obras.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, a vida é feita de muitas despedidas. Mas a pior é perder-Te. Sei-Te presente, mas temo a ilusão de me sentir só, perante tudo o que me apequena e faz tremer. Não queres que sucumba à perturbação. Desafia-me a acreditar em Ti, plenamente.
Além das circunstâncias, afirmas que tenho morada no coração do Pai, conTigo. Conheço o caminho. É por meio de Ti, seguindo a direção que as tuas palavras indicam ao meu viver. A tua fidelidade à vontade do Pai é a verdade que guia meu existir. E o exemplo da tua entrega, por todos, é a vida que preciso para o meu atuar. É todo um programa! Serei capaz de o realizar? Ajuda-me, Senhor, pois sou fraco. Que o teu Espírito me reanime.
Em jeito de herança, interpelas-me: “Quem acredita em Mim fará também as obras que Eu faço e fará obras ainda maiores”. Sim, quero acreditar e realizar as tuas obras.

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, em Ti encontro a paz do caminho, a verdade que cura e a vida que plenifica. Por tudo isto, Te louvo e dou graças, contemplo e adoro.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- Onde (em quê ou quem) procuro o Caminho, a Verdade e a Vida?
- A certeza de ter Deus como Pai traduz-se em mais alegria e esperança?
- O meu testemunho serve de orientação para os que me rodeiam?

UM PENSAMENTO
“Quando amardes, não deveis dizer ‘Deus está no nosso coração’, mas antes ‘Eu estou no coração de Deus’.” (Kahlil Gibran)

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça de ter Jesus como caminho, verdade e vida.

UMA ORAÇÃO-POEMA

No desassossego do coração
em hora de desapego
(se me morres,
naufraga-me toda a fé)
tua Palavra é semente
de aurora esperada.

Tendo o coração de Deus
por morada,
tornas-Te Caminho,
meu chão e pátria,
senda e sina.
Por Ti sigo.

És Verdade desvelada,
aragem de liberdade
que por mim transpira,
em mim respira
… e sacia.
Em Ti me liberto.

És Vida oferecida,
plena e abundante,
prenha de promessa
de me levar mais longe
e mais alto,
até seres… em mim.

UMA CANÇÃO
David Dunn – Grace Will Lead Me Home

  • Visualizações: 746