Festa da Transfiguração do Senhor (A)

TRANSFIGURADOR(ES)TRANSFIGURATIO A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente Mt 17,1-9.
- Sublinho e anoto o mais significativo.

Tomando consigo três dos seus discípulos, Jesus sobe a um monte e transfigura-se diante deles. Estes testemunham a sua glória e a sua verdadeira identidade e natureza.

2. O que me diz Deus
- Que pensamentos e sentimentos despertam em mim esta passagem?
Quando ocorre a transfiguração, a oposição a Jesus endurece, enquanto o entusiasmo das multidões esmorece. Ao clarificar seu discurso – natureza da sua missão e exigências do seu seguimento – Jesus revela um caminho árduo: haverá cruz! Aos três discípulos, o Mestre revela-se-lhes tal como é. N’Ele, a glória e o fracasso coexistem lado a lado. O passado (representado por Moisés e Elias) unifica-se ao futuro da salvação. O desafio é escutar e seguir Cristo, confiantes na fé… mesmo e sobretudo nas tempestades da vida.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, na hora da dificuldade e da dúvida, tremo e hesito, calculo ou vacilo. Preferiria um caminho largo, desimpedido e fácil. Mas ei-lo estreito, difícil e íngreme. A tentação é regredir, desistir ou conceder-me a mim mesmo desvios, atalhos e paragens.
Convidas-me a subir o monte da existência, conTigo, e a reencontrar-me em Ti, escutando-Te nas palavras que hoje me diriges, contemplando-Te na tua verdade gloriosa: és Deus e queres sê-lo em mim e através de mim.
Desse encontro, na intimidade da oração, regresso ao meu quotidiano mais confiante, mais agradecido e generoso, para os desafios do dia-a-dia. Centrado na certeza da tua presença interior estarei menos vulnerável aos ventos contrários exteriores. Como os apóstolos, minha luta estará habitada pela esperança e revestida de fé, devolvendo-Te aos outros, na caridade. Transfigura-me para que meu testemunho Te revele em mim!

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, saboreando a tua presença, contemplo a tua glória, no silêncio e recolhimento da minha oração. Agradecido, louvo e adoro.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- Que tempo dedico a contemplar e adorar o Senhor?
- Que frutos e desafios colho dos meus encontros com Deus?
- Como encaro as dificuldades da existência?

UM PENSAMENTO
“Não sejais administradores de medos. Sede empreendedores de sonhos.” (Papa Francisco)

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça de viver transfigurado pela fé.

UMA ORAÇÃO-POEMA

Do árido deserto
do medo
que me desfigura,
ao erguido monte
da fé
que transfigura
eis a tua voz
que me convida
e me devolve vida.

Lanças mão de mim
socorrendo-me
e reenviando-me:
não mais ruminarei
mágoas e temores;
antes engendrarei
sonhos e amores
tornando-me, como Tu,
transfigurador.

UMA CANÇÃO
Hillsong Worship – Transfiguration

  • Visualizações: 631