XXXI Domingo Comum (A)

DO PARECER AO SER31 COMUM AA

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente Mt 23,1-12.
- Sublinho e anoto o mais significativo.
Falando ao povo e aos discípulos, Jesus denuncia duramente a hipocrisia do poder religioso. Desmascara a falta de coerência entre o que ensinam e o que vivem.

2. O que me diz Deus
- Que pensamentos e sentimentos despertam em mim esta passagem?
Jesus é claro: a autoridade jamais deve ser usada para criar diferença e desigualdade. Não deve nunca descriminar ou humilhar. Quanto maior a responsabilidade, maior a humildade com a qual deve ser exercida. Não posso esperar dos outros o que não exijo de mim mesmo. Jesus sonhou uma Igreja de irmãos solidários, cuidadores uns dos outros. Não há pois lugar para “mestres” nem “doutores”. Só Deus pode ser meu referencial. Para Ele, só é grande quem serve.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, ensina-me a humildade da verdade e transparência, a beleza da coerência de vida, entre as minhas palavras, ações e atitudes.
Torna-me firme perante a tentação de usar a autoridade como domínio sobre os outros, da vaidade e ostentação, do carreirismo e qualquer mania de grandeza ou de querer evidenciar títulos honoríficos. Que em mim habite apenas o desejo de revelar os valores e dons que em mim semeaste.
Ajuda-me a viver o que ensino ou aconselho, a encarnar primeiramente o que espero dos outros. Em vez de julgar, criticar ou condenar quem falha, dá-me a deferência de sentir e compreender sua dor, de lhe estender a mão e partilhar, com ele, a força que nos dás para mudar, corrigir e progredir. Seja o serviço humilde a exaltar-me interiormente.

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, imitando-Te, aprendo a servir ganhando os outros como irmãos. Por isso, Te louvo, agradeço e contemplo.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- Existe diferença entre o que digo e faço?
- Gosto/gostaria de ser tratado pelos títulos?
- Desempenho minhas funções como poder ou serviço?
- Busco a humildade e verdade no que faço?

UM PENSAMENTO
“Quanto mais alguém se aproxima da perfeição, menos exige dos outros.” (J. Petit-Senn)

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça da coerência e transparência.

UMA ORAÇÃO-POEMA

De tanto querer parecer
não transpareço
meu verdadeiro ser.
Vejo-me mestre,
sonho-me doutor
e reivindico paternidades
esquecendo que só Te tenho a Ti,
por inteiro,
único Mestre, Doutor e Pai.

De tanto querer parecer
sobrecarrego o existir alheio
com o vazio do meu ser.
Não sou o que tenho
somente o que dou.
Apenas me encherei
esvaziando-me no servir
para, por fim humilde,
teu nome em mim exaltar.

UMA CANÇÃO
ID2 & Thiago Brado – Eu retornei

  • Visualizações: 565